Receba por e-mail:






09/05/2018
Compartilhar no Twitter Compartilhar no Orkut Compartilhar no Facebook
Comentários

Arnaldinho Borgo põe o dedo na ferida da atual administração

Arnaldinho Borgo põe o dedo na ferida da atual administração

Sem papas na língua, o vereador de Vila Velha Arnaldinho Borgo concedeu entrevista ao Portal Capixabão onde põe o dedo na ferida da atual administração do município

Vereador faça um panorama do seu mandato em Vila Velha.

Estamos há cinco anos e três meses como vereador da cidade de Vila Velha onde aprovamos cerca de 50 projetos de lei. Projetos que tem relevância  para a cidade e principalmente para a população. Um deles é o "Parcela Feirante Ambulante", porque percebemos que as pessoas que estão nas ruas vendendo seus produtos, não estão lá porque querem, na maioria das vezes, estão por necessidade. E as taxas cobradas pelo município são muito altas para a realidade deles, por isso, nosso projeto permite que esse ambulante possa parcelar essas taxas em até seis vezes.

Outro projeto interessante é o "Estágio sem padrinho". Hoje o município de Vila Velha tem cerca de 840 estagiários de curso superior. E o processo de contratação desses estudantes é feito através de indicação. Nosso projeto vem na contramão disso, ele prevê que a prefeitura deverá realizar um processo seletivo para contratar essa mão de obra. 

Temos também o "Botão do pânico", que até hoje o prefeito não colocou em prática. A atual Secretaria de Assistência Social disse que colocaria o projeto em funcionamento em seis meses e até hoje nada foi feito. Esse projeto juntamente com seis outros, ajudam a proteger a mulher no município de Vila Velha, contribuindo para o cumprimento da Lei Maria da Penha. Ou seja, temos boas leis, bons projetos propostos e aprovados, mas infelizmente o prefeito não os coloca em prática. 

E existe mais algum projeto que você ache importante enfatizar?

Temos o projeto "Cadê o remédio?" que vai de encontro ao corte realizado pelo prefeito. Cerca de 22 milhões de reais que eram destinados à compra de remédios para município, deixou de existir. Em contrapartida ele destinou mais de 20 milhões para publicidade e propaganda. Então, com a falta de remédio que está constantemente sendo percebida pela população, nosso projeto de lei  diz que, ao menos deve ser publicado no site da Prefeitura,  nas Unidades de Saúde e na Farmácia Municipal, a relação dos remédios que estão em falta juntamente com os remédios que estão disponíveis.

Além disso, temos fiscalizado o prefeito e indicado melhorias para a cidade, mas infelizmente, o que percebemos é uma cidade abandonada administrativamente, e isso tem sido motivo de chacota nas Câmaras Municipais de outros municípios. 

VÍDEO 01 | Arnaldinho fala um pouco de seu mandato como vereador de Vila Velha
 

E qual o seu posicionamento ao mandato do Prefeito?

Meu posicionamento é de oposição. Não concordo com as atitudes que ele tem tomado. Na verdade, não concordo com a não atitude dele. Basta percorrer a cidade e verificar a sujeira, os buracos, o videomonitoramento sendo utilizado para gerar multas ao invés de gerar segurança a população. Enfim, não concordo com esta administração, queremos o bem e o melhor para nossos cidadãos. Não vamos aceitar uma administração pífia, lerda e de falácias. E gostaria de lembrar que na data de hoje, está completando um ano que o prefeito alugou um conjunto de salas, no metro quadrado mais caro da cidade, com quatro elevadores privativos e doze vagas de garagem. Lembrando que na campanha dele, ele disse que desativaria o único  elevador privativo da prefeitura municipal. Ou seja, é muita incoerência. A prefeitura paga um aluguel mensal de R$ 169.000,00 e ele não satisfeito com o tamanho de sua sala e aluga um complexo de mais quatro salas. Esse tipo de atitude eu não posso aceitar, não fui eleito para isso e vou fazer frente a esse tipo de atitude.

VÍDEO 02 | Arnaldinho se posiciona em relação a atual administração de Vila Velha


Como está a educação em Vila Velha?

Atualmente Vila Velha tem um déficit de vagas para crianças de 01 a 05 anos muito grande. Com isso, pais e mães, muitas vezes não podem trabalhar porque não tem com quem deixar seus filhos. A administração passada deixou cinco creches em construção. E essas cinco novas unidades disponibilizariam cerca de 2500 novas vagas. Mas para nosso espanto, essas construções estão paradas, mesmo tendo dinheiro em conta para que as obras continuem. 

Outro fato que nos deixa estarrecidos é que Governo, por meio da Secretaria Estadual de Educação, solicitou aos 78 municípios do estado que dissessem quantas creches eles desejariam em suas cidades. Apenas 61 enviaram suas solicitações, e Vila Velha, que tem uma demanda reprimida gigantesca, não enviou nenhuma solicitação. É essa administração que o prefeito vem fazendo, novamente colocando Vila Velha no isolamento político, por conta brigas e picuinhas pessoais. E isso não podemos aceitar, são crianças fora das creches, pais que não estão trabalhando, por conta de má gestão e brigas da atual administração. 

VÍDEO 03 | Arnaldinho explica como está a Educação em Vila Velha


Vamos falar de infraestrutura. O morador de Vila Velha sofre muito quando chove, fale um pouco da infraestrutura que foi criada anteriormente e que não está sendo usada.

Com a inundação ocorrida na cidade de Vila Velha em 2013 para 2014 a administração anterior investiu e inclusive criou uma secretaria de drenagem. Que tinha por objetivo diminuir os pontos de alagamento, que são muitos e são conhecidos por todos. Naquela ocasião foram feitas a instalação de três estações de bombeamento, uma na Praia da Costa, uma no canal Guaranhuns e uma  no sítio Batalha. E com apenas um ano e três meses da nova administração as estações de bombeamento pararam de funcionar. Chove na cidade e eles não ligam as estações de bombeamento e nós não sabemos o motivo. Foram investimentos altos que saíram do bolso do contribuinte e queremos saber o porquê delas estarem funcionando anteriormente e agora não mais. Inclusive, a estação do sítio Batalha está ficando desligada e alagada, e a população que lá vive está perdendo constantemente seus móveis e eletrodomésticos. A atual administração está tentando desqualificar o legado da administração anterior. 

Ainda sobre infraestrutura, fale sobre a iluminação pública e como isso tem relação com a estrutura de equipe que compõem a Prefeitura.

Vila Velha hoje possui recurso em conta para resolver os problemas da cidade. Pra você ter uma ideia, existem R$ 24 milhões para resolver os problemas de iluminação pública. Para levar iluminação onde não existe e fazer a manutenção onde existe. Pois bem, temos nos quadros funcionais a totalidade de cargos comissionados preenchida. 

VÍDEO 04 | Arnaldinho fala um pouco da infraestrutura de Vila Velha


Não vejo problema nenhum na ocupação desses cargos, desde que sejam pessoas capacitadas para exercê-los e com vontade de realizá-lo. Só que isso é muito diferente do que está acontecendo. Infelizmente, são pessoas que não tem competência técnica, que não conseguem trabalhar. São R$ 24 milhões que eles não tem capacidade técnica para gerenciar. Não conseguem realizar uma licitação para que os benefícios alcancem quem mais precisa deles. Temos também o caso da Secretaria de Assistência Social que também tem em seus cofres R$ 12 milhões que estão parados. Porque se observarmos em todos os cantos de nossa cidade o número de pessoas em situação de rua aumentou e nada vem sendo feito para melhorar este quadro. Dinheiro tem em conta, o que falta é capacidade técnica e um líder. Uma pessoa que tenha vontade de administrar a cidade. Se fosse falta de recursos tudo bem, mas o que está faltando é capacidade técnica para fazer e fazer bem feito. 

Fale um pouco da sua pré-candidatura a Deputado Estadual. 

Me coloco como pré-candidato a Deputado Estadual representando nossa cidade de Vila Velha e nosso estado. Com essa candidatura quero contribuir muito mais para a nossa cidade e sendo eleito espero conseguir benefícios ainda maiores para o nosso município. Inclusive ajudar o atual prefeito com emendas parlamentares, para a compra de remédios, que ele não tem comprado.


Fonte: Capixabão


Leia mais:


Comentários

ar2
Assine os Feeds RSS Compartilhar no Twitter Compartilhar no Orkut Compartilhar no Facebook Resultados no Bing Resultados no Google
© 2011, Política Capixaba - Todos os direitos reservados
Subir