Receba por e-mail:






10/03/2018
Compartilhar no Twitter Compartilhar no Orkut Compartilhar no Facebook
Comentários

Hartung oficializa pleito de R$ 220 milhões junto ao BNDES

Hartung oficializa pleito de R$ 220 milhões junto ao BNDES

O governador Paulo Hartung anunciou, na noite desta sexta-feira (09, que o Governo do Estado oficializou junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) uma operação de crédito de R$ 220 milhões, sendo R$ 40 milhões uma contrapartida do Estado para aquisição de armas e viaturas, investimento em inteligência policial, além de construção e reforma de delegacias e unidades da Polícia Militar. O objetivo é obter parte dos R$ 42 bilhões que o presidente Michel Temer anunciou no início deste mês após reunião com os governadores.
"Fizemos uma análise do que pode ser proposto e enviamos uma carta consulta ao BNDES. Com o Estado está organizado e com pouco endividamento, acredito que favorece a liberação dos recursos.

Paulo Hartung acredita que o envolvimento do Governo Federal na área da segurança pública é fundamental para consolidar políticas públicas de Estado. "Importante e didático para quebrar esse círculo vicioso do jogo de empurra que marca a história da segurança pública nos últimos 30 anos. Sempre que tem uma questão de segurança, as autoridades empurram para o Estado, como se a questão da segurança não fosse de todos. Esse encontro vai na direção de você criar um regime de colaboração, onde todos os órgãos assumem sua parte de responsabilidade e também criar bases para implantar no país um sistema único de segurança pública", analisa.

*Acesso ao crédito na área da segurança:* Espírito Santo é um dos Estados menos endividados do país: Apenas Espírito Santo e Pará receberam nota A no Ranking do Tesouro Nacional , pois contam com melhor avaliação do nível de endividamento.

Fonte: Governo do ES


Leia mais:


Comentários

ar2
Assine os Feeds RSS Compartilhar no Twitter Compartilhar no Orkut Compartilhar no Facebook Resultados no Bing Resultados no Google
© 2011, Política Capixaba - Todos os direitos reservados
Subir