Receba por e-mail:






14/11/2017
Compartilhar no Twitter Compartilhar no Orkut Compartilhar no Facebook
Comentários

BR-101 terá desvio para construção de  viaduto em João Neiva

BR-101 terá desvio para construção de viaduto em João Neiva

Os motoristas que trafegam pela BR 101, em João Neiva, entre os quilômetros 206 e 207, contarão, a partir de quinta-feira (16), com um desvio no tráfego ao longo rodovia. A intervenção, que será realizada até maio de 2018, é necessária para a construção de um novo viaduto neste trecho. Para proporcionar uma maior segurança a todos os usuários, na quinta-feira a rodovia operará por sistema pare e siga, com bloqueios totais para adequação da sinalização horizontal. Os motoristas também serão informados das intervenções por meio de dois painéis localizados nas proximidades das intervenções. Os letreiros irão transmitir mensagens educativas durante os 15 dias, alertando aos usuários a respeito das mudanças do percurso.

A nova obra, que representa modernização da rodovia, vai trazer mais segurança nas manobras de retorno, acesso e saída da rodovia, além de eliminar um cruzamento em nível. Posteriormente, o fluxo de veículos será transferido para a nova pista, já duplicada e com o viaduto concluído. Para a intervenção foram instaladas placas de sinalização e balizadores delimitando o tráfego neste trajeto.

A construção do viaduto faz parte da duplicação deste trecho, que possui 2,89 quilômetros. As intervenções serão entregues no primeiro semestre de 2018, contando com investimentos de R$ 22 milhões, totalizando R$ 310 milhões para o próximo ano ao longo de toda BR com obras e R$ com outros R$ 110 milhões serão gastos em 2018 com os custos operacionais ao longo de toda a rodovia.

Duplicação
Nesta atual fase, além de João Neiva, as obras estão concentradas também nos municípios de Ibiraçu, Anchieta, Iconha (onde as obras do contorno já atingiram 50% do projeto), Viana e Guarapari (nestes dois municípios a partir de janeiro de 2018).

Desde o início da concessão, foram investidos outros R$ 940 milhões na rodovia, sem contar o pagamento de impostos e tributos federais, estaduais e municipais. Com isso, a duplicação da rodovia em sua totalidade estará garantida e será realizada ao longo do contrato de concessão.

A aceleração das obras nos trechos anteriormente iniciados permitirá uma série de inaugurações em 2018. Ao mesmo tempo, novas obras serão iniciadas, tendo como prioridade a duplicação da rodovia. Além do total de R$ 310 milhões de investimentos, outros R$ 110 milhões serão gastos em 2018 com os custos operacionais do trecho concedido, o que inclui a continuidade da prestação dos serviços de ambulância e guinchos. Esses valores serão garantidos por aporte de R$ 168 milhões dos acionistas, receita dos pedágios e financiamento do BNDES.

Além da modernização da rodovia, oferendo mais conforto aos usuários da BR-101/ES, a aceleração dos investimentos também terá impacto no mercado de trabalho. Apenas nessas obras, o total de empregos diretos locais criados deve chegar a 440; indiretamente, as obras devem mobilizar outros 400 trabalhadores e os serviços de sete construtoras do Estado.

Fonte: Assessoria de Comunicação Eco 101


Leia mais:


Comentários

ar2
Assine os Feeds RSS Compartilhar no Twitter Compartilhar no Orkut Compartilhar no Facebook Resultados no Bing Resultados no Google
© 2011, Política Capixaba - Todos os direitos reservados
Subir